Mural público de Naguib Elias Abdula
16 Setembro, 2014      06:50 GMT +2 Maputo 20°C

Moçambique

Enviar por E-mail Versão para impressão
Moçambique é um país da costa oriental da África, limitado a norte pela Tanzânia, a noroeste pela Zâmbia e pelo Malawi, a oeste pela Suazilândia e pelo Zimbabwe, a sul e a oeste pela África do Sul e a leste pelo Canal de Moçambique.

Esta antiga colónia e província ultramarina de Portugal teve a sua independência a 25 de Junho de 1975. Faz parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), da  Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), da Commonwealth, da Organização da Conferência Islâmica e da Organização das Nações Unidas.

A sua capital e maior cidade é Maputo.

A metade norte (a norte do rio Zambeze) é um grande planalto, com uma pequena planície costeira bordejada de recifes de coral e, no interior, limitada com maciços montanhosos pertencentes ao sistema do Grande Vale do Rift. A metade sul é caracterizada por uma larga planície costeira de aluvião, coberta por savanas e cortada pelos vales de vários rios, o mais importante dos quais é o Limpopo.

O clima do país é húmido e tropical com estações secas de Junho a Setembro, sendo influenciado pelo regime de monções do Oceano Índico e pela corrente quente do canal de Moçambique. As temperaturas médias em Maputo variam entre 13-24 °C em Julho a 22-31 °C em Fevereiro.

A estação das chuvas ocorre entre Outubro e Abril. A precipitação média nas montanhas ultrapassa 2000 mm. A humidade relativa é elevada situando-se entre 70 a 80 por cento, embora os valores diários cheguem a oscilar entre 10 e 90 por cento. As temperaturas médias variam entre 20 °C no sul e 26 °C no norte, sendo os valores mais elevados durante a época das chuvas.

Moçambique tem uma população de 20,5 milhões de pessoas de acordo com o censo de 2007, com 9,9 milhões de homens e 10,6 milhões de mulheres, sendo que 37 por cento reside nas cidades.

Moçambique é uma república presidencialista cujo governo é formado pelo partido político com maioria parlamentar, havendo eleições em cada cinco anos.

A Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo) foi o movimento que lutou pela independência desde o início da década de sessenta. Após a independência, passou a controlar exclusivamente o poder, aliada aos países do então "bloco socialista", tendo introduzido um sistema político de partido único. O regime provocou a hostilidade dos estados vizinhos África do Sul e Rodésia que apoiaram a resistência interna, situação que viria a transformar-se numa guerra civil que durou 16 anos.

Samora Machel foi o primeiro presidente de Moçambique independente e ocupou este cargo até à sua morte em 1986. O seu sucessor, Joaquim Chissano, negociou o fim da guerra civil e introduziu um sistema multipartidário que integrou o principal movimento rebelde, a Resistência Nacional Moçambicana (Renamo). Neste novo sistema, a Frelimo permaneceu no poder até à actualidade, tendo ganho todas as eleições parlamentares realizadas.

Capital e cidade mais populosa:     Maputo

Língua oficial:     Português

Governo     Democracia presidencialista
- Presidente     Armando Guebuza
- Primeiro-ministro     Aires Ali

Independência     de Portugal

- Data     25 de Junho de 1975

Localização geográfica: 10°-27° S, 30°-41° O

Área: l    801 590 km² (35.º)

População

- Estimativa de 2007     20 069 738 hab. (52.º)
- Densidade     24 hab./km² (158.º)

Indicadores sociais

- Esper. de vida     42,1 anos (194.º)
- Mort. infantil     95,9/mil nasc. (177.º)
- Alfabetização     38,7% (169.º)


Moeda     Metical (MZN)

Fuso horário     (UTC+2)

Cód. ISO:     MOZ

Cód. Internet:     .mz

Cód. telef.:     +258

Website governamental:     http://www.portaldogoverno.gov.mz
 
MM24
Novos Caminhos
macauhub_e.jpg